Uma unção no ar

Igrejas no nordeste brasileiro poderão ser demolidas

O Senador paraibano Efraim Morais (DEM) falou na tribuna do Senado Federal acerca da decisão do TJ da Paraíba de demolir templos religiosos que foram construídos em terrenos doados pela Prefeitura de João Pessoa durante a gestão do ex Prefeito, o Senador Cícero Lucena (PSDB). Efraim denominou o protesto liderado pela Vereadora Eliza Virginia (PPS) de “Protesto Santo”.
“foi tomada no dia 6, por um protesto diferente: em vez de gritos de ordem, cânticos de louvores e orações fizeram parte da caminhada promovida por evangélicos, católicos e membros de outras religiões que estão com alguns de seus templos ameaçados por ações do Ministério Público junto à Justiça paraibana.

A caminhada teve destino até a Câmara Municipal de João Pessoa, onde acontecia uma sessão especial, que foi proposta pela Vereadora Eliza Virgínia, do PPS, recém-eleita na última eleição municipal. Ela convocou essa sessão para discutir a situação das igrejas evangélicas e católicas, bem como dos templos ecumênicos e outras instituições.” Comentou o Senador Efraim em seu discurso.
Efraim comentou ainda a importância das igrejas na recuperação de pessoas viciadas em entorpecentes dentre outras problemáticas sociais existentes na sociedade contemporânea. O Senador apelou para que toda a sociedade paraibana permanecesse unida e comentou que no protesto estavam presentes representantes de varias igrejas da capital a exemplo do Arcebispo da Paraíba Don Aldo Pagoto e do Pastor da Primeira Igreja Batista da Capital Estevan Fernandes.
“E aqui terminaria minhas palavras desejando sucesso tanto à igreja evangélica como à católica, assim como ao Poder Legislativo e ao Executivo, para que possamos abrir esse diálogo e buscar o entendimento. Parabenizo a Vereadora Eliza Virgínia, que teve a iniciativa de convocar a reunião especial para tratar do assunto. Eliza listou, no momento em que usava a sua palavra na Câmara dos Vereadores, várias igrejas e associações que correm o risco de perderem os terrenos doados pela Prefeitura, autorizado pela Câmara Municipal, votando uma Mensagem do Executivo. Evidentemente, ela afirmou que as igrejas católicas e evangélicas prestam um relevante serviço à sociedade, recuperando, muitas vezes, marginais e drogados, promovendo trabalhos educativos e sociais. Ainda disse a Vereadora que, entre as associações que podem perder a sede, há uma que, em quatro anos, doou toneladas de alimentos à sociedade e que, este ano, promoveu campanha de doação de sangue, com várias bolsas doadas ao hemocentro, fazendo saúde, fazendo o social, dedicando-se exatamente à recuperação de pessoas que muitas vezes não encontram na Justiça, não encontram no Governo uma solução, mas que encontram nas igrejas o caminho para se recuperarem.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial