Uma unção no ar

Mulher tenta se proteger em pavilhão de igreja e é assassinada por ex-marido

Um crime bárbaro ocorreu no último dia 18 no oeste do Paraná, especificamente no município de Corbélia, após um homem atropelar e depois assassinar a tiros sua ex-esposa, Elza Formighieri Morschheiser, de 66 anos.
Os dois haviam se separado em novembro de 2018, após 40 anos anos de casamento. O homem, de 74 anos, não havia aceitado a separação e agredido Elza, que por sua vez registrou um boletim de ocorrência por injúria, ameaça e agressão na delegacia.
Apesar da justiça ter concedido para Elza uma medida protetiva contra ele, impedindo legalmente sua aproximação, o homem decidiu dar fim à vida dos dois, atropelando a ex-esposa enquanto ela andava de bicicleta a caminho do trabalho em uma rua do município.
Depois de ser atropelada, Elza ainda tentou buscar proteção no pavilhão da igreja matriz de Corbélia, mas o agressor a perseguiu e lhe deu vários tiros com um revólver, matando a vítima. Em seguida ele se suicidou no mesmo local.
“Ela correu aproximadamente 50 metros. Aí, ele perseguiu a vítima com um revólver calibre 38 e efetuou vários disparos. Depois, recarregou a arma, e efetuou mais três”, disse o delegado Fabiano Nascimento, que investigou o caso, segundo informações do G1.
Elza Formighieri Morschheiser deixou dois filhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial